Razao

ESTE BLOGUE COMBATE TUDO O QUE POSSA POR EM CAUSA A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA E A SUA LIBERDADE. É, POR ISSO, ANTICAPITALISTA E ANTICOMUNISTA.

28/02/09

Museu Virtual Mário Silva: um museu em desenvolvimento

O autor do Natureza decidiu dedicar um pouco do seu tempo livre ao desenvolvimento de um Museu Virtual, em honra do Professor Mário Augusto da Silva, seu avô, um dos maiores vultos da Ciência portuguesa do Século XX e um dos maiores opositores ao regime salazarista. Pretende-se reunir neste espaço virtual todo um espólio que tem estado, felizmente (mas também infelizmente), nas mãos da família do Professor Mário Silva. Houve a tentação de em tempos o doar ao Museu Nacional da Ciência e da Técnica (MNCT), do qual foi fundador. Pensámos, sinceramente, que, naquele momento, tinha finalmente chegado a hora do Museu vencer os escolhos e cortar as amarras que sempre o prenderam a um marasmo incompreensível. Era ministro da tutela, Mariano Gago, e tinha sido nomeado para director do Museu o Professor Paulo Renato Trincão... Junto do Museu, criava-se o Instituto para História da Ciência e da Técnica, o primeiro do género em Portugal. Mas bastaram uns anitos para o PSD e a direita retrógrada chegar ao governo. Varreram-se a eito todos os Institutos da época de Guterres, bons e maus. Imperou a estupidez. Foi o canto do cisne e o princípio do fim do MNCT. Por isso, ainda bem que a doação não foi consumada. A história dizia-nos para sermos cautelosos. Era a experiência das injustiças sofridas a dizer de sua justiça. Felizmente o espólio ficou nas mãos da família (excepto o que estava no Museu que não sabemos aonde pára). Trata-se de um conjunto de documentos históricos absolutamente fundamentais para a História da Ciência e da Política Portuguesa do século XX, e do qual ninguém quer, aparentemente, saber. Esse espólio será reunido no Museu Virtual que agora oficialmente iniciamos.

Apesar de ter tido já o incentivo e a confirmação de colaboração de pessoas muito válidas, como o Professor Paulo Renato Trincão e da Dra. Ana Delicado, cuja colaboração será, sem dúvida, essencial, este projecto não obteve qualquer apoio oficial até ao momento. Pede-se pois a quem pretenda, e possa, claro, contribuir para o desenvolvimento deste projecto o favor de entrar em contacto com o autor deste blogue. De momento, a única porta aonde efectivamente batemos, e da qual ninguém respondeu, foi a da Fundação Mário Soares. Pediam-se informações sobre os concursos promovidos, tendo sido enviada, como agradecimento ao possível envio de informações, anexada ao email, a cópia de uma carta do Dr. Mário Soares, escrita do seu exílio em Paris, em 1972, para o Professor Mário Silva....

Foi também enviado um email ao Professor Fernando Rosas, chamando-se a atenção para uma carta da irmã de Ruy Luís Gomes, aonde são descritas as peripécias que ocorreram no funeral do Professor Abel Salazar e que foi publicada neste blogue. Infelizmente, também não obtivemos resposta...

Quero também dizer que pensámos concorrer ao Prémio Zon Multimédia, mas o projecto estava demasiado atrasado para ser levado a concurso. Afinal, o autor deste projecto só pode trabalhar nele nos seus modestos tempos livres… fazendo literalmente tudo, de engenheiro informático, passando por web designer a administrativo.

Abaixo mostra-se o que poderá vir a ser a página de entrada do site do Museu. A qualidade é a possível pois, dado que o Blogger não suporta Flash, tivémos que converter a página em vídeo (.mov). Ficamos pois à espera de comentários, incentivos e de ajuda. O Natureza irá fazendo o ponto de situação do projecto. Hoje, dia 28 de Fevereiro de 2009, foi oficialmente iniciado o projecto - Museu Virtual Mário Augusto da Silva.

video

NOTA FINAL: Apesar de existir espaço para todas as iniciativas deste género, não posso deixar de dizer, embora não o possa provar, que a ideia deste Museu é anterior à existência do Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes. Na realidade alguns módulos do “site” do Museu Virtual, que agora anunciamos, já existem na realidade desde 2005. Seja como for, aproveitamos a deixa para dar os parabéns aos autores do Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes pelo excelente trabalho realizado. Os meios também não são propriamente os mesmos…

Sem comentários: