Razao

ESTE BLOGUE COMBATE TUDO O QUE POSSA POR EM CAUSA A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA E A SUA LIBERDADE. É, POR ISSO, ANTICAPITALISTA E ANTICOMUNISTA.

22/06/08

Laranja Avermelhado

Em termos gerais gostei das suas palavras no final do XXXI congresso do PPD. Agora mais PSD. Só é pena que o vento as leve. Mas dá jeito, claro. O tempo a isso convida. Apetece acreditar, mesmo que a imagem que de si tenhamos seja a de lápis atrás da orelha. Mas o português gosta. Gosta de levar no lombo. Quanto mais lhe batem, mais gosta. É saudosista-masoquista. E invejoso até ao cúmulo. Delira com líderes, principalmente se atacam a classe do lado, sem beliscar a sua. Enchem a boca com “a senhora tem credibilidade”. Seja lá o que isso for. E a senhora encaixa no perfil. E de burra nada tem, não senhor.
Agarra a direita. Embora tenha sido um pouco gato escondido com o rabo de fora, ou tipo garras ao léu para puxar o lençol. A velha e insuportável teoria do despesismo e a trágica visão incutida pelos velhos do restelo, sempre abocanhada pela direita populista portuguesa. Não há forma de perceberem que as tais grandes obras públicas são essenciais para o desenvolvimento de Portugal. Directa e indirectamente. Os benefícios que trarão, quer o novo aeroporto, quer o TGV, ao desenvolvimento de Portugal não são mensuráveis. Não consegue perceber isso e temo que seja tarde para aprender. Mas aqui fica uma questão para que medite. Para que serviu o ouro arrecadado durante anos e anos por Salazar? Enquanto os portugueses viviam num país quase medieval. É isso que quer? Ainda hoje estamos a pagar, essa sim, pesada factura.
Mas quer agarrar a esquerda. E para isso fez um discurso para fora. Estando o PPD reduzido ao básico, pois os que estão lá, estarão para sempre, nem que chovam picaretas, brindou-nos com um discurso progressista, moderno, enfim, de esquerda. Em suma, um discurso para os descontentes do PS. A senhora encheu a boca com palavras boas e bonitas, nada usuais no seu quadrante. Solidariedade? Tem a certeza que não queria dizer caridade? Afinal o seu mentor não tinha enterrado o socialismo? Defende agora o serviço nacional de saúde, justiça e educação para todos, solidariedade para com os mais desfavorecidos, enfim… parece que evoluiu desde os tempos em que defendia a política do Deus, Pátria e Família. Afinal, também é verdade, só as pessoas minimamente inteligentes progridem. Cultivam-se, enquanto os restantes pastam. Como aquele companheiro que diz “póprio", póprio para trás, póprio para a frente. Coitado. Apetecia dar-lhe uma palmada nas costas, para ver se expelia o r. Ou aquele outro, que foi director geral da educação, que na TV dizia, diziria para trás, diziria para a frente. Águas passadas.

Adiante. É bom ver que, finalmente, se vislumbra uma verdadeira social democrata nas hostes laranjas. Mais vale tarde do que nunca. Ou será que só vestiu a pele da avózinha? Qual loba por detrás, como a questão das obras deixou perceber? Seja como for, foi um discurso quase a relembrar a utopia que o seu amigo defendia nos tempos em que raciocinava. De tal forma que o homem, na plateia, babando-se, quase atingia o orgasmo. O Zézinho que se cuide, pois anda tudo baralhado. Abruptamente, laranjas viraram rosas. Agora, rosas virarão laranjas. Pelo meio rosas alaranjadas ou, pior ainda, laranjas avermelhadas. Sinais do tempo, com certeza.

Sem comentários: