Razao

ESTE BLOGUE COMBATE TUDO O QUE POSSA POR EM CAUSA A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA E A SUA LIBERDADE. É, POR ISSO, ANTICAPITALISTA E ANTICOMUNISTA.

15/04/08

O IMI para Luxemburguês Pagar!

O imposto municipal sobre imóveis (IMI) foi com certeza preparado para luxemburguês pagar. Para o assalariado honesto português pagar é que não foi com certeza. Muito menos para o reformado português pagar. A sensação que tenho é que, os políticos, os burocratas e os autarcas corruptos, ou seja lá quem foram os decisores ladrões, como ganham muito acima da média, pelas luvas que recebem por debaixo da mesa, acham que uma casa normal deva pagar a módica quantia de 1000 euritos ano, cerca de 100 euritos mês. Que é isso afinal para quem, como eles, tira em luvas por mês 10 ou 100 vezes mais? Nada, claro! Mas para um reformado que ganhe a ESTUPENDA REFORMA de 500 euros mensais, aquela quantia é UM ROUBO! Porque, infelizmente, isto no Portugal dos nossos dias é mesmo assim: 500 euros de reforma é muito bom, pois a grande maioria vive com pensões miseráveis. Depois de um processo que resolveram chamar de SIMPLEX, QUE É O MAIOR COMPLEX QUE SE POSSA IMAGINAR, para se actualizar nas Finanças o patrimóniozito imobiliário de acordo com o IMI, o cidadão comum é confrontado com taxas dos ladrões (IMIs) que nem ao diabo lembrariam. Apetece mesmo dizer-lhes, vão roubar para a... Conchinchina. E para onde vão todos estes impostos? Porque nem serviços públicos nem segurança social de jeito nos oferecem! Ainda por cima temos que os pagar na hora e cada vez mais! Em Espanha, aqui ao lado, o salário mínimo é agora de 800 euros, contra os míseros 400 em Portugal. Os impostos em Espanha são mais baixos que em Portugal... tudo lá é mais barato e os serviços bem melhores. Por isso podemos concluir que em Portugal há "meia dúzia" de pançudos, VIP e FdP, que, com a conivência dos nossos governantes, andam a encher a pança à nossa custa. E não vejo nem bloquistas nem comunistas (já que se dizem de esquerda e têm o C assente no parlamento) desmascararem esta pouca-vergonha! Vamos todos emigrar para Espanha, acompanhando o pessoal da construção civil, que não se importa de andar centenas de quilómetros diariamente, para trabalhar e ganhar lá o que cá lhes (nos) roubam!

Sem comentários: